fbpx

Alteração do iOS 14 – o que mudou e quem será afetado?

26.04.2021

Se você é profissional de tráfego pago e tem convívio frequente com o gerenciador de negócios do Facebook, muito provável que você já se deparou com o novo comunicado da plataforma referente as alterações que vão ocorrer em breve do iOS14. A Apple anunciou que essas alterações vão ser lançadas essa semana.

Mas afinal, o que muda com essas alterações para os usuários do iOS14?

Para os usuários a única coisa que muda é que, a partir da alteração eles poderão decidir se querem ou não compartilhar alguns dados de conversão com o Facebook. Os usuários vão receber uma notificação para aceitar ou desativar esse compartilhamento no momento em que realizar algum evento de conversão dentro da plataforma.

E para os profissionais de tráfego, o que muda?

À medida que os usuários dos dispositivos iOS 14 desativarem o rastreamento pelo opt-out, os profissionais da área terão mais dificuldade para criação de anúncios personalizados e os relatórios de desempenho apresentarão limitações para eventos de conversão em aplicativos e na web.

As informações poderão sofrer um delay de 24h a 48h para aparecer nos relatórios e dados de conversão como idade, sexo, localização e hora não estarão mais disponíveis.

Outro problema que ocorrerá é o overlaps de público (sobreposição de público), como por exemplo excluir pessoas que já compraram ou efetuaram determinado evento de campanhas com foco em atrair público para o topo do funil.

O Facebook é conhecido por oferecer essas “mágicas” de segmentação e essa limitação vai impactar na mensuração e qualificação da audiência personalizada.

Aí você pode estar se questionando: – Aaaah, então é mais facil somente para quem usa o sistema Android. Você acha mesmo que o Facebook vai mudar a forma de receber os dados somente para a Apple? Com todo esse tempo em contato com as atualizações de Mark Zuckerberg acredito que é mais provável que ele mude a plataforma como um todo na forma de receber e processar dados.

Em resposta a Apple, o Facebook passará a processar os eventos de conversão através da Mensuração de Eventos Agregados, um meio de preservar a privacidade dos usuários e oferecer suporte as empresas anunciantes. Essa tentativa é um meio de remediar as quedas em performance e/ou liberar recursos para otimizar dados e campanhas que poderiam estar guardadas para um projeto futuro.

E como funciona a Mensuração de eventos agregados?

Se o seu objetivo é anunciar em campanhas otimizadas que ocorrem nos aplicativos, será necessário atualizar o SDK do Facebook para iOS 14 versão 8.1, na plataforma de suporte do Facebook tem o passo a passo de como fazer isso.

Se o objetivo é veicular anúncios de conversão que ocorrem no site, será necessário fazer os ajustes abaixo:

Verificar o domínio do site: dentro do Gerenciador de Negócios, tem uma aba de Segurança da marca e na opção domínios você conseguirá fazer essa verificação. É fundamental ter apenas um pixel por site.

Eventos: será possível configurar até 8 eventos por domínio e entre eles você classificará por ordem de prioridade. Se por acaso, a sua primeira opção foi bloqueada o Facebook tentará as próximas

Os eventos que não estiverem em sua lista de prioridade (os 8 já citados) poderão ser usados em relatórios parciais no Gerenciador de Anúncios e no direcionamento de Público Personalizado do site.

Abaixo um trecho que retrata como o Facebook está trabalhando para solucionar esse problema.

Nossa solução é análoga à mensuração de cliques privados da Apple, mas foi desenvolvida para solucionar os principais casos de uso de anunciantes que não foram abordados pela proposta da Apple. A mensuração de eventos agregados continuará a evoluir com as próximas alterações do navegador para ajudar nossos anunciantes a oferecer suporte à privacidade do consumidor.

Outra novidade divulgada pela equipe de Mark é que as informações do WhatsApp serão enviadas para dentro da plataforma do Facebook em breve, ampliando assim, a forma de captarmos dados dos usuários para criarmos audiências personalizadas.

E você, o que achou dessas mudanças?
Há quem diga que a Apple foi egoísta, por determinar essa novidade sem mesmo consultar o mercado. Já a Apple traz essas mudanças apontando como prioridade a segurança dos seus clientes.

Comenta aí, e continue nos acompanhando mais novidades.

Sobre o autor

1

Jaqueline Lopes

Formada em Publicidade e Propaganda. Analista de Marketing Digital. Atuante em estratégias de SEO, Google Adwords, Google Shopping e Redes Sociais.
Paulo Ricardo
28.04.2021
PQP até que enfim um artigo que explique de forma direta e simples de como entender essas alterações. Agora, achei a Apple bemmmm egoísta, antes da pandemia já era dificil para o pequeno empreendedor fazer negocios na internet devido ter "gigantes" em todos os segmentos quase. Agora ainda sem conseguir mensurar os dados como idade, sexo, hora, etc que ajuda pra caramba na otimização vai ficar mais díficil. Ou seja iremos gastar mais e no escuro.

Deixe seu comentário