Branded Content – deixe a sua marca falar

Reinaldo Del Trejo

Escrito por Reinaldo Del Trejo

22 | 07 | 2021
Tempo de leitura 2 min de leitura

O Marketing é totalmente dinâmico e quem não se atualiza constantemente fica para trás. Dentro desse contexto está o Branded Content – uma solução inovadora para transmitir a mensagem de uma marca para o público.

O Branded Content em tradução literal significa “conteúdo de marca”. Na prática, é a criação de conteúdo relacionado ao universo de cada cliente. 

Vamos a um exemplo: Coca-Cola. O Branded Content da Coca deve trazer uma série de informações sobre o universo do refrigerante, como história e coisas do tipo. Mas não para aí! Essa estratégia também serve para reforçar o posicionamento da marca. 

E qual o posicionamento da Coca-Cola? 

A Coca-Cola se posiciona pela emoção. Frases como “abra a felicidade”, “sinta o sabor”, além de músicas e pessoas alegres não falam de atributos do produto e sim do sentimento que ele pode causar. 

Em outras palavras, a Coca-Cola foca sempre na experiência. Esse reforço da marca gera venda indireta a médio e longo prazo sem uma chamada para a ação. Isso na prática quer dizer que quando você tiver em um momento com amigos ou familiares, vai se lembrar da experiência positiva que a Coca pode trazer.

Falando em experiência, diz aí: qual é o processador do novo iPhone? Você não faz ideia, mas a possível experiência de inovação dá uma vontade absurda de comprar. Pois é, isso é Branded Content! 

As vaquinhas da Toddy e os limões da Pepsi

Algumas estratégias de Branded Content utilizam mascotes para gerar engajamento com o público. Duas vezes que podemos lembrar disso: as vaquinhas da Toddy e os limões ácidos da Pepsi.

As vaquinhas estavam presentes em inúmeras aventuras e a Pepsi foi ainda mais longe e criou até Histórias em Quadrinhos dos limõezinhos. Era só abrir uma revista Superinteressante e lá estavam aquelas histórias inusitadas – foram até para o Rock in Rio. 

Branded Content gera conversão?

Branded Content gera conversão ou é só conversa para a vaca da Toddy, ops, boi dormir? A resposta é um grande e sonoro SIM. Mas para isso é importante lembrar do funil do Marketing.

Imagine que a sua empresa começou do zero, para que o cliente compre, ele precisa conhecer a marca e o seu produto (é claro que casos isolados acontecem), mas no geral é muito difícil alguém simplesmente comprar sem conhecer a empresa.

O Branded Content funciona como a base. Ou seja, ele serve para que o possível cliente tenha empatia com a marca e, quando ele precisar de um produto do catálogo da empresa, ele foi fisgado sem perceber e vai comprar. Aqui vale o velho clichê “só é lembrado quem é visto” e só vende quem é lembrado.

Faça a sua marca falar sobre o universo e posicionamento e as vendas vão se tornar uma consequência natural. Inverta o processo e fique totalmente insatisfeito.

Sobre o autor

Reinaldo Del Trejo

Reinaldo Del Trejo

Redator Publicitário com experiência em mídias ON e OFF. Formado em Jornalismo pela Universidade do Oeste Paulista (UNOESTE), atua no mercado publicitário desde 2011. Apaixonado por Literatura, tem dois livros publicados: “O manipulador de Sonhos” e “101 poemas que você não precisa ler” e cursa pós-graduação em Literatura Brasileira pela UniESPG.

Deixe seu comentário

sete + doze =