Economia Criativa: O que é?

Karen Mie

Escrito por Karen Mie

26 | 05 | 2015
Tempo de leitura < 1 min de leitura

Talento e criatividade são indispensáveis para o sucesso de qualquer coisa em qualquer ramo. Algumas empresas dependem quase que exclusivamente disso para evoluírem, fazendo parte de um novo conceito cada vez mais propagado: a Economia Criativa.

Design criativo

A Economia Criativa com certeza é diferente da tradicional, já que foca no potencial individual e/ou coletivo para a produção de bens/serviços criativos. Grande porcentagem dessas atividades vem de setores como: cultura, design, moda, arquitetura… enfim, oriundos do setor de tecnologia e inovação.
Em suma, economia criativa nada mais é do que algo que não depende tanto do tamanho da empresa e da quantidade de capital de renda que a mesma possui, mas sim da qualidade do trabalho e valor que as pessoas envolvidas no empreendedorismo propagam.
Este novo setor na economia vem crescendo rapidamente, não só em termos de geração de renda, mas também na criação de trabalhos e lucros em exportação.
Veja abaixo, três dicas para empreender utilizando a Economia Criativa.

– Não pense no dinheiro, inicialmente;
Como o conceito não depende de capital, não foque nele. Pense no lucro como uma consequência do seu esforço.

– Pesquise. Planeje. Inove;
Grandes ideias são aquelas que nascem no papel e se desenvolvem por sua inovação. Pense em algo simples e viável a todos, assim, ganhar escala será muito mais fácil.

– Tenha conhecimento em Administração;
Saiba, ao menos, o básico. Ser inovador nem sempre é o suficiente.

Sobre o autor

Karen Mie

Karen Mie

Estudante de Publicidade e Propaganda. Adoradora dos pequenos prazeres da vida que não abandona seu fascínio pela criação e fotografia mesmo possuindo redação como hobby.

Deixe seu comentário

16 − onze =