Mobile Marketing: coisas que você precisa saber!

Gabriela Chaves

Escrito por Gabriela Chaves

23 | 08 | 2021
Tempo de leitura 3 min de leitura

Com o avanço da tecnologia, cada vez mais buscamos nos adaptar às novas tendências do mercado. Uma delas, inquestionavelmente importante é o Mobile Marketing.

Mas afinal, o que é Mobile Marketing?

Como o próprio nome já diz, é um marketing que atua em dispositivos móveis. Para esclarecer: Qualquer aparelho que possua um sistema operacional (Android ou IOS) é categorizado como dispositivo móvel. O Mobile Marketing é inserido em uma das vertentes do Marketing Digital.

O termo “Mobile Marketing” surgiu no começo da última década, mas sua aplicação vem um pouco antes, na década de 90 e início dos anos 2000. O conceito condiz com o crescimento do uso de celulares.

Será que você está dando a atenção que o mobile merece? 

Saiba que os números que envolvem dispositivos móveis são impressionantes!

De acordo com a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), em dezembro de 2020, o Brasil registrou mais de 234 milhões de acessos móveis à internet. Além disso, a WeAreSocial em parceria com a Hootsuite disponibilizaram relatórios onde é documentado que 4,14 bilhões de pessoas atualmente estão conectadas às redes sociais – ou seja, mais da metade da população mundial (53%) está presente nessas plataformas digitais. 

Já outro levantamento, realizado em todas as capitais do país pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil), apontou que 86% dos consumidores efetuaram pelo menos uma compra em lojas online no último ano. A pesquisa mostrou também que os smartphones foram a ferramenta mais utilizada por quase 70% dos entrevistados.

Ou seja: O Mobile Marketing busca interagir com o público usando as aplicações originárias dos dispositivos móveis, ou seja: celulares, tablets, smartwatches e muitos outros.

Ainda está em dúvida se deve ou não explorar o mobile marketing?

Para tirar suas dúvidas, uma breve reflexão:
Antes de começar a ler esse artigo, quantas vezes você interagiu com o seu celular hoje? Além disso, quanto tempo você passa nas redes sociais? De quanto em quanto tempo você realiza compras online?

Se as respostas foram favoráveis para o Mobile, então imagine quanto tempo o seu público-alvo passa na internet através de aparelhos móveis.

Agora separamos algumas dicas de como inserir o Mobile Marketing nas suas campanhas!

3 dicas que vão te ajudar a aplicar Mobile Marketing

1: Torne suas páginas responsivas

Ou seja: Adapte o tamanho de suas páginas (alteração do layout) aos diversos tamanhos de telas, não somente para desktop, mas também para celulares, tablets e etc.

Com a página responsiva, você garante uma melhor experiência para o usuário, independente de onde ele acessar.

2: Redes Sociais e Aplicativos

Duas crescentes em todo mundo: O número de usuários que acessam as redes sociais e baixam aplicativos.
Com a estratégia certa em cada plataforma, é possível tirar o melhor do Mobile Marketing para o seu negócio. 

Redes Sociais 

Afinal, existem diversos potenciais clientes nas redes sociais, e na maioria das vezes estão procurando algum tipo de produto ou serviço.

Por conta disso, as próprias plataformas criaram estruturas adequadas para que as empresas pudessem aplicar suas estratégias de maneira otimizada.

E como a maioria das pessoas acessam suas redes sociais por meio de smartphones, utilizar essas plataformas de maneira presente e ativa vai garantir que você tenha um melhor relacionamento com seus clientes, além de também poder divulgar seus produtos e serviços.

Aplicativos

Os aplicativos são softwares que normalmente ficam instalados em uma plataforma de hospedagem.

Os clientes que se interessarem pela ferramenta podem instalá-la em seus smartphones e utilizar os seus recursos.

Para fabricar um aplicativo, é necessário ter um investimento que varia de acordo com as necessidades da programação. Além disso, também há custos para a manutenção e hospedagem do aplicativo.

No entanto, o investimento se torna rentável ao longo prazo, pois sua empresa pode se tornar mais reconhecida e ainda satisfazer as necessidades dos seus clientes por meio do aplicativo criado.

3: QR-Code. 

Esse pequeno quadrado é capaz de armazenar uma grande quantidade de informações, que são exibidas rapidamente ao serem escaneadas. A simples maneira como funciona o QR-Code é um grande atrativo, especialmente para quem está constantemente on-line. Basta apontar a câmera de seu celular para um desses códigos e obter diversas informações.

Gostou das dicas? Não deixe de conferir nossos outros artigos!

Sobre o autor

Gabriela Chaves

Gabriela Chaves

Publicitária, social media e amante da internet. Criando um mundo de infinitas possibilidades.

Deixe seu comentário

7 − 2 =