fbpx

Por que os consumidores mudaram tanto?

08.01.2020

Se você está aqui, provavelmente esta perguntou chamou a sua atenção, na verdade a resposta não é simples, pois são inúmeros os motivos, mas para resumir, vou começar com uma das principais, a mudança de geração.

Isso mesmo, a famosa Geração Z ou apenas GenZ, pessoas que nasceram entre 1990 a 2010, já representam 30% da população ou seja 23.872,879 Brasileiros com potencial de consumo, e que deve crescer cada vez mais em importância de influência.

Aquelas crianças, hoje adultas já trabalham e são os nossos consumidores, que ainda não são entendidos por muitas empresas/marcas. Neste artigo vou mostrar suas maneiras de pensar, agir e consumir.

Para resumir os interesses principais dessa geração são os famosos 3 Fs – Futuro, Família e Fun (diversão).

Futuro

A insegurança com o futuro é maior do que a geração anterior, pois, começaram a trabalhar em um mercado que está se transformando.

E sabe como eles lidam com essa insegurança? Planejam ter o seu próprio negócio ou atividades que tenham preocupação coletiva, social ou ambiental.

Esta geração utiliza o Youtube para buscar todos os tipos de assuntos e não é diferente quando querem planejar o futuro. A prova disso é que a busca por “empreendedorismo” cresceu 200% e “profissionais autônomos” cresceu 265% de 2017 para 2018.

Família

Com certeza já ouviu falar dos “digital influencers” ou “youtubers” pois é, com dezenas de milhões de seguidores, essas pessoas se tornaram referencias cada vez mais sólida para os jovens dessa geração.

Eles buscam através dessas pessoas, conselhos da vida, assuntos amorosos, familiares entre outros.

Fun (diversão)

A maior porta de entrada para acessar a GenZ é a diversão. São 3 os principais assuntos: smartphones, música e games.

Destes, o celular é o mais importante, tanto por ser um meio como um fim, pois, é a forma preferida desses jovens de ouvir músicas, jogar, conversar e até mesmo produzirem os seus próprios conteúdos.

Outras características da GenZ (Bônus)

AUTENTICIDADE, ou seja, nada de marcas grandes. Esses jovens são menos conectados com as marcas do que a geração anterior. Uma pesquisa feita pela Google mostra que as respostas foram bem pulverizadas. Muitos nem chegam a ter marcas favoritas.

ECOSSISTEMA, importante para entender a cultura dessa geração, exemplo: Um vídeo da Anitta alcança muito mais pessoas do que só as que assistiram o vídeo original, isso da uma vida muito maior.

Isso porque o tema já vira assunto em blogs, digital influencers antes de seus lançamentos, gerando uma expectativa, depois de lançado ainda podem gerar muitos outros através de: reacts, coreografias, paródia entre outros, confira:

Outro exemplo prático são os smartphones.

Cada assunto pode gerar inúmeras discussões, reações, produtos relacionados que somados se multiplicam.

Conseguir falar de forma clara, honesta, relevante e eficiente com a geração Z com base nas informações acima é o inicio das conexões, essa é a nossa realidade.

Se o seu negócio ainda está no modo tradicional e está sofrendo com essas mudanças está na hora de mudar não é?

E os ALPHA? Está pronto para essa geração?

Sobre o autor

1

Mauricio Shinmi

Com 15 anos de experiência na área de marketing digital e SEO, é certificado 8'Ps, UX, Google Sales e sócio da Oxigenweb. --Insta: @maushinmi

Deixe seu comentário