fbpx

Você acredita no fim da TV?

06.02.2020


Atualmente um dos assuntos bastante comentado na área da comunicação é sobre o “fim da TV”, se isso vai de fato acontecer, e se está próximo ou não, ainda não sabemos. O que sabemos é que com o surgimento de novas plataformas de streaming nota-se uma queda significativa de audiência da TV.

Hoje eu te convido a analisar como esse processo está acontecendo ou pelo menos a impressão que temos dele.

Você concorda comigo que a TV ainda é o nosso meio de comunicação mais forte no Brasil? Mesmo com o grande avanço da tecnologia, segundo o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA) no Brasil apenas 67% tem acesso à Internet, para muitos desses e o restante, a TV ainda é a rainha da casa.

Tendo consciência disso as grandes marcas do meio digital estão utilizando esse meio para ampliar ainda mais o seu alcance e garantirem que os consumidores olhem para a sua marca e sintam confiança. Aí você pode se questionar, confiança? Isso mesmo, ou vai me dizer que você nunca ouviu da sua vó ou da sua mãe a expressão “é verdade, passou na TV”.

Em 2018 o investimento publicitário teve como principal destino o meio TV, somatório de TV Aberta, TV Paga e Merchandising, concentrando 71% do valor investido em compra de mídia,

Analisando os espaços publicitários é perceptível um crescimento considerável de anunciantes do mercado digital. Confira abaixo algumas empresas de serviços online estão marcando presença na sua casa através da TV.

Na TV aberta três grandes se destacam:

Mercado Livre

A campanha abaixo tem como objetivo acabar com os receios da primeira compra online, além de evidenciar o programa Compra Garantida da empresa.

Já esta divulga a nova seção de produtos sustentáveis no Mercado Livre.

Google

Que o Google é o maior buscador do Brasil, isso não é surpresa para ninguém, mas até ele se rendeu a rainha TV para fortalecer os seus produtos e incentivar os usuários a DAR UM GOOGLE

Facebook

O Facebook uma das maiores redes sociais, também marcou presença na TV este ano.

Sua primeira campanha voltada diretamente ao consumidor, chamada “Somos mais juntos”. Prevista para ficar no ar até o meio de janeiro, as diversas peças e filmes vão se dividir em seis fases conforme os grupos de interesse. Música é a primeira, e em seguida virão temas como saúde & bem-estar, animais & pets, games & entretenimento.

Na TV Fechada temos várias, veja algumas:

Na contramão do que falamos acima, vemos também a TV se adaptando ao mercado digital. A maioria das emissoras já lançaram suas próprias plataformas de streaming para que você possa assistir todo o conteúdo da TV na palma da mão na hora que quiser (on the mand).

O último lançamento da Globo foi o G1 Podcast. A emissora criou mais um canal de informação para o público.  Os podcasts do G1, TV Globo e GloboNews trazem todos os dias conteúdos inéditos.

Inclusive os canais da TV fechada também estão lançando seus app para oferecer todo o conteúdo de entretenimento e informação para seus usuários, aumentando o poder do alcance dos mesmos.

As plataformas de streaming são as principais responsáveis por essa “queda da Tv” na preferência do público, principalmente da galera mais jovem. A Netflix, pioneira no segmento e queridinha dos brasileiro vem ganhando concorrência a altura, como a Amazon e Apple TV, e nessa mesma onda, um novo e já conhecido vem com força total em 2020 no Brasil, os fãs da Disney estão ansiosos pela sua chegada.

Enfim, que a TV tradicional, presa a grade de programação está perdendo forças podemos afirmar com clareza, mas se ela terá um fim, isso ainda não podemos concluir. O que sabemos é que elas terão que se movimentar e inovar para se adequarem as novas culturas de mídia do público para se manterem vivas.

E você, o que acha dessa mudança?

Sobre o autor

1

Jaqueline Lopes

Formada em Publicidade e Propaganda. Analista de Marketing Digital. Atuante em estratégias de SEO, Google Adwords, Google Shopping e Redes Sociais.

Deixe seu comentário