Busca do Google: Veja como funciona a escolha dos resultados exibidos

Gabriela Az

Na última terça feira (28/08) um tweet do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, fez com que surgisse uma dúvida que muitos talvez não saibam responder. A discussão gerada foi a respeito dos mecanismos de busca do Google.

Quando se faz uma pesquisa no Google aparece uma série de resultados. Como é classificada cada pesquisa realizada e de que forma elas aparecem no topo?

Donald Trump questionou, pois, ao procurar por “notícias sobre Trump” os resultados de pesquisa mostravam apenas divulgação de Fake News ou notícias esquerdistas. Assim, acusou o Google de controlar o que podemos e não podemos ver, afirmando que eles estão intencionalmente suprimindo agências de notícias conservadoras que o apoiam.

As alegações de Trump parecem ter surgido logo depois que o apresentador da Foz Business Network, Lou Dobbs, destacou um artigo da PJ Media, um site conservador, que levou a um estudo não científico no qual 96% dos resultados de busca do Google para a palavra “Trump” vinham de sites de esquerda.

Os reguladores da Europa já haviam multado o Google no mês passado por violações antitruste. Os críticos do serviço discordaram da premissa do artigo da PJ Media. Dizendo que práticas antitruste não deve ser uma preocupação relevante com o Google sendo totalmente absurdo os tweets do presidente.

Em contrapartida, o Google emitiu um comunicado alegando que seus serviços de busca não foram usados para definir qualquer ideologia política que distorça o posicionamento dos usuários. Ademais, disseram que usam muitos fatores em seu algoritmo de busca.

Entenda os mecanismos de busca do Google:

A frequência com que uma página da Web é vinculada por outros sites e a frequência que certas palavras aparecem em uma página são um dos fatores que o Google utiliza em seu algoritmo de busca. Sendo constantemente atualizado.

A empresa ainda disse:

“Todos os anos, emitimos centenas de melhorias em nossos algoritmos para garantir que eles exibam conteúdo de alta qualidade em resposta a consultas dos usuários. Trabalhamos continuamente para melhorar a Pesquisa do Google e nunca classificamos os resultados da pesquisa para manipular o sentimento político”.

Programas ou bots, chamados de rastreadores de web coletam as descrições de página nos links levando até eles e salvando informações no banco de dados. Dessa forma, assim que você realiza uma pesquisa no Google, o algoritmo deles procura fornecer resultados que o julgam mais relevantes.

Os funcionários se responsabilizam em avaliar a qualidade de um conteúdo por meio de regras impostas a eles.

Como saber se um conteúdo é relevante?

Três fatores são considerados pelo Google:
• Novidade: Quanto mais recente a notícia for.
• Relevância: Aponta os primeiros resultados que tiverem mais afinidade com os termos que foram pesquisados.
• Autoridade: Leva em conta a credibilidade de um site.

Atualizar mais vezes o site ajuda o Google a rastrear este site em busca de notícias.
Concluindo, o Google possui muitas regras quanto aos mecanismos de busca, como também ajuda você usuário a avaliar as páginas para que ninguém se deixe cair em notícias falsas.

A propósito, o serviço deles permite que você decida, após ler um conteúdo na internet, se ele é bom ou ruim.

Gostou? Comente com a gente o que você acha das pesquisas do Google! 🙂

TAGS: ,
1

Gabriela Az

Gabriela, 19 anos estudante de publicidade e propaganda. Viciada em séries, Tarantino e livros. Ama escrever e explorar novos assuntos.

Deixe uma resposta