Comércio Eletrônico fatura R$ 1,6 bilhão no Natal

Mauricio Shinmi

Escrito por Mauricio Shinmi

11 | 01 | 2010
Tempo de leitura < 1 min de leitura

O comércio enetrônico no natal faturou R$ 1,6 bilhão no Natal, valor que é 28% maior do que gerado no mesmo período do ano passado, segundo o site da e-bit.

O período do natal aconteceu do dia 15 de novembro até 24 de dezembro, o montante do ano passado foi de 1,2 bilhão 28% menor do que gerado no ano de 2009.

“Ano a ano acompanhamos a evolução do e-commerce, e sem dúvida o Natal é um grande aliado para esse crescimento. Com esse faturamento expressivo, nota-se que o consumidor está mais preparado e programado para comprar via web”, diz o diretor geral da e-bit, Pedro Guasti.

Diversas lojas virtuais tiveram que se programar para atender a demenda do Natal, pois sem uma estrutura e logística, ficaria difícil receber tantos pedidos em um só período.

Os produtos mais vendidos no comércio eletrônico continuaram sendo os livros, seguido pelos eletrodomésticos que tiveram um aumento devido a redição do IPI, logo em seguida ficaram os itens de saúde, beleza e medicamentos. Eletrônicos e informática ficaram na quarta e quinta colocações.

O pico de vendas nesse período aconteceram no dia 16 de dezembro, quando foram realizados mais 150 mil pedidos, 50% maior do que um dia de venda normal.

Sobre o autor

Mauricio Shinmi

Mauricio Shinmi

Com 17 anos de experiência na área de marketing digital e SEO, está na lista dos 50 maiores especialistas de Wordpress do Brasil, faz parte do conselho de tecnologia e inovação de Presidente Prudente - SP, certificado 8'Ps, UX, Google Sales e sócio fundador da Oxigenweb.

Deixe seu comentário

sete + 2 =