Desenvolvimento de site e Brandbook da Escola Pinheiro

Reinaldo Del Trejo

Escrito por Reinaldo Del Trejo

11 | 01 | 2023
Tempo de leitura 3 min de leitura

60 dias para a produção do Brandbook e 4 meses para o desenvolvimento do site da Escola Pinheiro. Mais um case de sucesso da Oxigenweb com a união das duas equipes: Marketing e Desenvolvimento.

Desde as primeiras tratativas, a Escola Pinheiro mostrava um posicionamento definido sobre missão, visão e valores. “Foi uma verdadeira surpresa, pois eles tinham clareza de seus objetivos enquanto empresa. Isso tornou o projeto tranquilo e satisfatório”, afirma a Gerente de Marketing Letícia de Souza.

O Gerente de Projetos Ricardo Nakamura destaca que a Escola Pinheiro foi mais que um cliente: “Trabalhamos em parceria com o cliente, buscando sempre dar ideias, sugerindo melhorias e soluções para diversos tipos de problemas encontrados. E cada vez mais esses cases vão sendo referências para as próprias empresas de cada nicho ver o diferencial a partir da entrega da equipe Oxigenweb.”

Primeira etapa: desenvolvimento do Brandbook

Desde a prospecção da Escola Pinheiro, uma coisa estava clara: o cliente sabia que precisava profissionalizar a sua marca, tanto na criação de site, quanto na questão de reforço para unificar a comunicação. 

A solução era a criação de um Brandbook para a Escola Pinheiro. Um Brandbook traz todas as diretrizes de identidade visual e a linha editorial com tom verbal e arquétipos estabelecidos para que a marca comunique de forma uniforme.

A Pinheiro está no mercado há 35 anos, o que possibilitou uma produção mais madura, assim como ressalta Letícia. “O brandbook é importante para qualquer empresa por garantir a unidade de comunicação e a criação de uma marca sólida no mercado. No entanto, é preciso entender o estágio de maturidade no qual o cliente se encontra, pois é um processo complexo e que depende totalmente do conhecimento que o empresário tem do seu negócio, seus valores, diferenciais e qual posicionamento assume ou quer assumir no mercado.”

Reuniões produtivas e execução assertiva chegaram a um material completo e pronto para estabelecer um posicionamento mais firme da marca no mundo digital e off. 

Segunda etapa: criação do mascote

A Escola Pinheiro trabalha com alunos do Ensino Infantil até o Ensino Médio. Pensando nisso, foi oferecido pela agência a criação de um mascote para deixar a comunicação mais lúdica.

O Pinho foi ilustrado a partir do zero com diversas aplicações na linha de comunicação da empresa – tornando assim a sua comunicação mais interativa e amistosa. 

Terceira produção: desenvolvimento do site 

O site da Escola Pinheiro estava desatualizado e sem identidade de marca. Após a criação do Brandbook, a equipe de desenvolvimento assumiu o projeto com 4 meses de muito trabalho.

No site da Pinheiro foram desenvolvidos: layout, programação, aplicações de design, matrículas, páginas institucionais, blog e páginas de cursos. Tudo personalizado e seguindo as diretrizes do Brandbook.

O Gerente de Projetos Ricardo Nakamura acredita que a equipe cresceu muito neste projeto e o maior desafio foi o prazo. “O prazo foi um desafio pela quantidade de páginas e funcionalidades. O começo da produção do site foi feito antes do término do Brandbook, o que exigiu integração entre o desenvolvimento, Marketing e cliente”, afirma. 

O resultado é um site interativo, responsivo e totalmente personalizado. Você pode acessá-lo aqui! 

Desafios da equipe integrada

Quando se cria um Brandbook é muito importante pensar na aplicabilidade do material – indo desde o uso de fontes, cores e elementos. Para o Marketing, o desenvolvimento deste material sendo aplicado na própria empresa foi importante para analisar como um material deste porte pode auxiliar na criação de site.

O resultado foi um verdadeiro sucesso e mais um cliente satisfeito.

Sobre o autor

Reinaldo Del Trejo

Reinaldo Del Trejo

Redator Publicitário com experiência em mídias ON e OFF. Formado em Jornalismo pela Universidade do Oeste Paulista (UNOESTE), atua no mercado publicitário desde 2011. Apaixonado por Literatura, tem dois livros publicados: “O manipulador de Sonhos” e “101 poemas que você não precisa ler” e cursa pós-graduação em Literatura Brasileira pela UniESPG.

Deixe seu comentário

dois + 4 =